ESTUDANTES PARTICIPAM DE PASSEATA CONTRA A DENGUE

Ação visa conscientizar população sobre os riscos da doença e também sobre a importância da prevenção.

As doenças virais causadas pelo mosquito Aedes aegypti continuam sendo uma preocupação para a saúde pública em todo o país. Ciente disso, a Escola Municipal Algodão Doce, em parceria com outras unidades de ensino da Cidade Alegria, promoverá nesta quinta-feira, dia 5, às 8h da manhã, uma passeata com a participação de cerca de 1.200 pessoas, entre alunos, professores, funcionários e familiares. A ação visa conscientizar a população sobre os riscos da dengue, chamando a atenção para a importância das medidas de prevenção.
Durante a passeata, os alunos distribuirão folhetos educativos sobre como combater o mosquito, além de levarem cartazes informativos sobre a doença. Um “apitaço” vai complementar a ação, chamando a atenção dos moradores para as mensagens transmitidas pela passeata. A atividade terá início na Rua dos Xavantes, passará pela Rua dos Eucaliptos e seguirá pela Avenida das Mangueiras. De lá, os estudantes seguirão pela Avenida do Canal Sul, retornando para a escola. De acordo com os organizadores do evento, além do combate ao Aedes aegypti, a passeata também abordará a prevenção de outras enfermidades causadas pelo mosquito, como a zika e a chikungunya. Apesar da baixa incidência no município, essas doenças também são motivos de preocupação para a comunidade. Segundo informações da diretora da Escola Municipal Algodão Doce, Eliane Dornelas, responsável pela ação, muitas pessoas acabam descartando lixo e materiais que podem se transformar em criadouro do mosquito, até mesmo nas imediações da escola.
– Precisamos conscientizar as pessoas de que não adianta o poder público fazer a sua parte se a população não colaborar. Infelizmente, é comum ver pessoas jogando lixo em locais inadequados, inclusive na frente da escola. Essa prática prejudica toda a população, inclusiva os estudantes da nossa escola, porque favorece a proliferação do mosquito. Por isso, é importante que nossos alunos participem desse processo de conscientização – explica a diretora.  Além dos estudantes da Escola Municipal Algodão Doce, outras unidades de ensino da região já confirmaram participação na passeata. São elas: Escola Municipal Abrahão Hermano e os CIEPs 347 – Dr. Jorge Miguel Jayme e 489 – Augusto de Carvalho.
Combate à dengue
A luta contra a dengue ganhou um reforço de peso em 2017, após a cidade ter vivido uma verdadeira epidemia da doença anos de 2015 e 2016, quando foram registrados mais de 9.305 casos de dengue no município, com sete óbitos confirmados. Já em 2017, após a Prefeitura promover mutirões de limpeza pela cidade, envolvendo grupamentos do Exército e da Cruz Vermelha, além de diversas Secretarias Municipais, o número de casos caiu para 17, sem óbitos. Além das ações externas, a Prefeitura também fez seu dever de casa, promovendo um trabalho educacional e de eliminação de possíveis criadouros do mosquito em escolas, postos de saúde e hospitais, entre outras repartições.

 

 

 

 

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *